Nos últimos dois anos, o número de pedidos de nacionalidade portuguesa aumentou cerca de 50%, avança o jornal Público esta segunda-feira.

Se em 2016 foram 117.629 os cidadãos estrangeiros que pediram a nacionalidade portuguesa, em 2018 esse número passou para 176.285, ou seja, mais 59 mil.

Tal como nota o matutino e apesar de nem todos os pedidos corresponderem a concessões, também houve aqui uma subida expressiva: desde 2016, deu-se um crescimento de 35%. No ano passado foi concedida a nacionalidade portuguesa a 135.424 cidadãos, mais 35 mil do que em 2016.

Segundo escreve o diário, a maioria dos pedidos foi feita por brasileiros. Em 2017, o Brasil liderava o top-5 dos países que mais pediram a nacionalidade portuguesa, com o triplo dos pedidos comparativamente ao país que ocupa o segundo lugar da tabela, Cabo Verde, e logo depois Ucrânia, Angola e Guiné-Bissau.

O aumento da procura da nacionalidade resulta das alterações legislativas que têm vindo a ser introduzidas desde 2015 e, em particular, do alargamento da nacionalidade originária aos netos de portugueses nascidos no estrangeiro, observa o Público.

Os pedidos feitos por netos nestas condições passaram de 163, em 2016, para 6348, em 2018, com o Brasil a liderar novamente a tabela em larga escala.

Deu-se ainda um aumento de pedidos feitos por judeus sefarditas: em 2016, 5100 cidadãos manifestaram a vontade obter cidadania portuguesa, mas em 2018 já houve mais de 14 mil processos entrados no Instituto dos Registos e Notariado.

Fonte: ZAP aeiou

Deixe um comentário

Petrini de Moraes

PORTUGAL:
Rua Melo e Sousa, 667, 1º andar, Estoril,
Portugal, 2765-253
+351 211 302 323

BRASIL:
Av. Loureiro da Silva, 2001/ 603, Cidade Baixa,
Porto Alegre/ RS
+55 51 4042 0884

info@petrinidemoraes.com.br